22 de novembro de 2008

Livros e Internet II

Internet e livros se unem em site sobre literatura Folha Online
Acostumados com a leitura dinâmica oferecida pela internet, um grande número de jovens não têm paciência para se dedicar aos livros. Para mudar um pouco a imagem de que a web é inimiga da literatura foi criado recentemente no Brasil um site que apresenta ao internauta escritores e suas obras por meio de minidocumentários em formato de clipe.
Trata-se do LivroClip, um site abastecido com 148 vídeos com tempo médio de cinco minutos cada. Neles, a vida de autores --como Alvares de Azevedo-- e suas obras são mostradas em forma de animação e acompanhada por trilhas sonoras de artistas populares, especialmente de rock.
Munidos apenas da animação e da trilha, o site transforma o enredo das obras literárias em uma espécie de trailler de cinema ou conta a vida de um autor transportando a realidade dele para o presente.
Um dos melhores exemplos é o vídeo "Álvares de Azevedo, o Poeta Rock N' Roll". Ao som de uma música da rockeira Pitty, os autores afirmam que existe a suspeita de que o autor de "Lira dos Vinte Anos" frequentava reuniões macabras.
Por meio de seus poemas, também é dito que ele gostava de "sexo e drogas". Ao questionar se ele também gostava de rock n' roll, aparece o verso "Os meus cantos de saudades são amores que chorei".
Na mesma página de cada clipe há um resumo sobre o autor, outro sobre sua obra e um link para baixar os livros que estão disponíveis na web.
Uma das últimas animações postadas conta a história da escritora Hilda Hilst ao som da cantora teen Malu Magalhães. "Unir a popularidade da Mallu Magalhães com a fabulosa história de Hilda Hilst é um forma de aproximar a escritora dos jovens", afirma Luiz Chinan, diretor do LivroClip. Realizada com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura de SP, o LivroClip participou da última Bienal do Livro de São Paulo e foi selecionado pelo Ministério da Educação para integrar o Banco Mundial de Recursos Multimídia, que está em desenvolvimento com cinco universidades brasileiras.

Nenhum comentário: