20 de fevereiro de 2009

A Hora do Livro e dos Leitores

Bibliotecas fazem usuários do metrô embarcarem na viagem dos livros - Montadas nas estações, bibliotecas já registram 44 mil sócios.Usuários não pagam nada para ler os livros.
Quem passa pelo metrô em quatro grandes cidades brasileiras tem a oportunidade de embarcar em outra viagem: a do conhecimento. Bibliotecas montadas nas estações já registram 44 mil sócios que não pagam nada para ler livros. E o que é melhor: o número de novos leitores está crescendo. Veja o site do Bom Dia Brasil O aposentado Francisco Assis pega mais um livro emprestado. “O barato de ler é que distrai. Você se instrui, você conhece coisas novas e está sempre descobrindo”, afirma o aposentado. No ano passado, a artista plástica Paula Carriconde leu 90 livros apenas da biblioteca do metrô. “É um prazer mental que só a leitura e o conhecimento podem te dar”, afirma. Eles escolhem entre mais de 29 mil livros, de todo tipo e de todo gênero, em estações de metrô de São Paulo, Recife, Porto Alegre e Rio de janeiro.
O projeto foi criado e é administrado pelo Instituto Brasil Leitor (IBL) e tem parceiros e financiadores na iniciativa particular. Nas idas e vindas, entre a saída de casa e a volta, o usuário do metrô lê. E lê cada vez muito. Só no Rio, os empréstimos nas bibliotecas passarem de 48 mil de livros. O levantamento do IBL mostra que o interesse cresce. No último ano, foi de 25%. “É de fácil acesso. É uma biblioteca, pela qual você não tem que pagar para utilizar, o que facilita a vida da gente, porque já está no caminho do trabalho para casa”, comenta a secretária Aline Caldeira. Os livros encantam aposentada Eny de Araújo. “Quem lê não sente solidão. Eu não tenho a solidão na minha vida”, diz. Ela mantém uma caderneta com a lista do que tem lido ultimamente. São páginas e páginas com anotações. Livros ao alcance de todos: Dona Paula vê futuro nisso. “O que o nosso povo mais precisa é alimentar a alma e fazer ele pensar maior e enxergar além do horizonte”, diz a artista plástica.
(Fonte : Portal G1)

5 comentários:

Butterfly disse...

Querida Nelida, passei por aqui para pedir-te que dês uma espreitadela no palavras partilhadas ... o mundo quer saber mais sobre ti ! ;)

Bjinhos

Nelida Capela disse...

Irei! Beijo!

guilhermina, (ataulfo) e convidados disse...

Adorei essa história. Eu não sabia. Que tal dar o caminho de como a engrenagem funciona? Como assim, passa e pega?!
Bj
Gulhermina

Nelida Capela disse...

Irei investigar para publicar as informações!

Sil Drabeski disse...

Pena que em Curitiba ainda não tem metrô!