15 de março de 2009

Sobre a Leitura

A Leitura pode revolucionar a sociedade
Por que e para que ler? Esta foi a pergunta que serviu como fio condutor para a palestra Os livros mudam o Mundo!, apresentada pelo escritor Galeno Amorim a estudantes e professores dos cursos de Pedagogia e Letras das Faculdades COC, nesta segunda-feira, 9 de março, no anfiteatro da instituição, em Ribeirão Preto (SP). A palestra mostrou dados de um panorama do livro e da leitura no Brasil, onde há 77 milhões de não-leitores, conforme a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto Pró-Livro, coordenada pelo próprio Galeno (publicada em livro do mesmo nome, em coedição entre o Instituto e a Imprensa Oficial de SP). Patrono da 9ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto e considerado um dos maiores especialistas do tema no País, Galeno, respondeu a diversas perguntas dos participantes, como o que caracteriza uma boa leitura. “Não há uma regra para isso. Mas deve haver respeito ao gosto de cada um. Pois, por meio dos livros, passamos por um processo de evolução, que nos impulsiona para vida a cada livro lido e, com o tempo, encontramos nosso próprio caminho para leitura”, afirmou. Daniela, do 5º período de Pedagogia, abordou aspectos do analfabetismo, que impede o acesso aos livros. Galeno afirmou que, além do papel de alfabetizar, o Estado dever ampliar sua missão de promover políticas que possibilitem ao recém-alfabetizado (crianças, jovens e adultos) seguir no caminho dos livros. “Se não houver estímulo, como projetos de incentivo à leitura e bibliotecas públicas, quem aprende a ler não vai ter meios, ao sair da escola, para se desenvolver como leitor e como cidadão.” Clube de Leitura – Durante o evento foi apresentado o Projeto Clube de Leitura, da Fundação Palavra Mágica, uma instituição sem fins lucrativos que está abrindo 100 núcleos desse somente em Ribeirão Preto. A ideia de se formar grupos de leitura teve a aprovação de professores e alunos, como Jéssica, estudante do 1º ano de Pedagogia. “Moro no conjunto Ribeirão Verde e quero ajudar como mediadora de leitura do clube que será criado no bairro”, disse. Para a presidente da Fundação, Luciana Paschoalim, aproximar as pessoas dos livros significa abrir portas para uma vida melhor, mais livre e autônoma. “Nossa missão é gratificante, pois temos oferecido o que muitas pessoas nunca imaginaram poder ter, como seu valor na sociedade e sua autoafirmação como cidadã”, ressaltou. Segundo o professor de Língua Portuguesa Luís Cláudio Dallier, das Faculdades COC, o evento superou a expectativa. “A palestra tocou os alunos com uma realidade que muitos não conheciam. O conteúdo e a importância do tema sensibilizaram os estudantes, que demonstraram isso pela participação e pelo grande número de perguntas ao palestrante.”
(Fonte: PublishNews)

2 comentários:

Leonardo Pastor disse...

Olá, Nelida.

Você comentou no Vísceras Literárias pedindo autorização para divulgar a proposta do "Hábitos de Leitor". Fique à vontade, divulgando da forma que preferir. Aliás, eu até agradeço pela divulgação.

Se precisar entrar em contato diretamente comigo, basta utilizar a página de contato do Vísceras ( http://www.viscerasliterarias.com/2008/09/contato_11.html ).

Fique à vontade para, sempre que quiser, utilizar alguma coisa de meu blog. O uso é livre, desde que dê crédito e coloque o link.

Abraços!

Nelida Capela disse...

Obrigada, Leonardo!