8 de maio de 2009

Menu ou Cardápio Literário da Timbre : a Moda Pega

Não é que eu queira puxar a brasa para a sardinha...mas já tem gente de editoria de livros e literatura de jornal utilizando o termo "menu/cardápio literário". Lembram do post sobre a idéia da Livraria Timbre? Pois é, eu sabia que a moda ia pegar. Vamos ver qual será a livraria que colocará um em sua entrada... Eu tenho um palpite, mas é segredo guardado a sete chaves! Agora, falando sério, quero dar o meu testemunho aqui: a Livraria Timbre (conheci a Timbre em dois momentos: aos 8 ou 10 anos de idade e depois quando estava na PUC-Rio, lá pela década de 90) foi a pioneira em fazer vitrines temáticas, todas sempre de muito bom gosto, com os mais lindos livros de arte importados. E os lançamentos? Vocês sabiam que José Saramago já lançou livro lá? Naquele tempo, lançamento de livro era um verdadeiro happening. E Wally Salomão lançando livro com batuque baiano...nossa, quanta história a Kiki tem para contar. Está na hora de lançar um livro. Afinal de contas, não é todo dia que uma livraria faz 31 anos a pleno vapor.

3 comentários:

Iaiá Filmes disse...

Eu tive a honra de trabalhar lá quando o Saramago lançou "Jangada de Pedra". O Aluizio ainda era vivo e havia me apresentado o "Memorial do Convento" alguns meses antes. Comprovei o que ele, ateu convicto, me havia dito: "é de ler rezando". Vida longa à Timbre!

Nelida Capela disse...

Muito prazer em receber sua visita Iaiá Filmes! Muito obrigada por enriquecer a informação sobre o lançamento do Saramago. Brindo com você: vida longa à Timbre!

ParadoXos disse...

bom mesmo é conhecer espaços assim... onde a cultura REINA!!

abraço fraterno!