31 de agosto de 2009

Acontece lá fora: novo livro de Isabel Allende

Para os leitores de Isabel Allende, chega a notícia: acaba de ser lançado La Isla Bajo el Mar. Nesse romance, Allende conta a história de Zarité, uma mulata vendida como escrava aos nove anos de idade para o francês Vamorain, dono de uma das mais importantes plantações de açúcar da ilha de Santo Domingo. Daqui a pouco deve estar chegando a tradução ao Brasil. Anotem na lista!

30 de agosto de 2009

Bienal do Livro 2009 - Rio de Janeiro

Guia Ilustrado Zahar Cerveja

Uma das coisas boas da vida é experimentar novos sabores. Acaba de sair pela Jorge Zahar o Guia de Cervejas. Uma delícia passear pelo mundo e suas cervejarias e ainda por cima conhecer os pratos servidos nas diferentes regiões. Por exemplo, Duvel com mexilhões cozidos no vapor-hummm...vamos experimentar? Outra coisa curiosa de ler, é o nome das cervejas: Duvel (diabo na língua flamenga), Magic Hat 9, Little Creatures (por que será?), Barbaroja, FatDog Imperial, e por aí vai. O guia traz os rótulos, o que também é bem interessante de se ver. Aproveite, será uma leitura agradável. O autor do guia é...Michael Jackson...não, ele não morreu!

29 de agosto de 2009

Dicas de Leituras para o weekend (1)

John Dunning escreve romance policial de forma interessantíssima! O Último Caso da Colecionadora de Livros (título ótimo!), tem personagens curiosos: um detetive livreiro (tudo a ver não é mesmo?), a finada esposa de um recém-falecido, um falecido milionário e dono de um haras. Elementos para uma trama envolvente. Eu, que adoro livros e cavalos, estou morrendo de vontade de ler. Mais um para a lista de espera do Lector in Fabula!
John Dunning Nasceu em Nova York, em 1942, e vive em Denver, Colorado, onde dá aulas de jornalismo na universidade local e mantém uma livraria virtual (www.oldalgonquim.com). Entre seus livros protagonizados pelo livreiro e detetive Cliff Janeway, estão Impressõs e provas, A promessa do livreiro e Edições perigosas.

25 de agosto de 2009

Do mesmo autor de O Menino do Pijama Listrado

Deu vontade de ler essa aventura!
Em abril de 1789, semanas após concluir no Taiti uma curiosa missão com fins botânicos, o navio de guerra britânico HMS Bounty foi palco de uma revolta da tripulação contra o capitão William Bligh, que acabou deixado à própria sorte, com os poucos oficiais que lhe permaneceram fiéis, em um bote em alto-mar. Sem provisões e instrumentos de navegação adequados, o grupo enfrentou 48 dias de duras provações até alcançar a costa do Timor. Essa história repleta de intrigas, tempestades intransponíveis, cenários exóticos e lições de lealdade, paixão e sobrevivência é narrada do ponto de vista de John Jacob Turnstile, um órfão de Porstmouth, sul da Inglaterra, que embarcou no Bounty para escapar do cárcere após ser detido por um pequeno furto. (texto da Companhia das Letras)

24 de agosto de 2009

Convite Aberto à Comunidade Resenhas Literárias

Lector in Fabula deseja convidar os membros da Comunidade Resenhas Literárias a compartilharem aqui suas leituras. A idéia é abrir o horizonte da aventura do livro. Quanto mais leitores, autores e livros conhecermos, mais rico o nosso universo. Escolham as resenhas de títulos que acharem interessantes divulgar e colaborem com o Lector. Qualquer dúvida, enviem um e-mail para nelidacapela@gmail.com - Aproveitem e participem do Desafio 50 Livros 2009 !

Páginas de Livros

A idéia até que é bem inspiradora: páginas de livros nas paredes.

23 de agosto de 2009

Lula por Lula

Iniciativa excelente de Ali Kamel, com pesquisa que traz os textos divididos por assunto, com fonte completa. Uma leitura imperdível para todo cidadão brasileiro.

22 de agosto de 2009

Para as Fadinhas de Casa

Lector in Fabula indica os livros da Silvia Orthof. Adorei a série das fadas, principalmente o título Manual de Boas Maneiras das Fadas: providencial!

21 de agosto de 2009

Prêmio Jabuti 2009

Este é um dos indicados ao Prêmio Jabuti 2009: Satolep - Vitor Ramil editado pela Cosac & Naify. Veja a lista por categoria num clique aqui. PS: Perceberam algo de diferente no título?

Saindo do Forno (1)

Ontem, estava na Livraria Timbre conversando com a Kiki sobre os lançamentos da semana. Um deles é o romance sobre Maria Callas, acho até que é inspirado neste livro que está sendo rodado um filme. Mas o bom é isso: chegar na sua livraria preferida, ver as novidades e ainda conseguir conversar com as pessoas que nos recebem. Isso não tem preço e apenas as livrarias pequenas conseguem oferecer ao leitor esse atendimento personalizado. É um luxo!

20 de agosto de 2009

Não faltam redes sociais para o leitor

Recebi da Natasha Ediouro uma indicação de comunidade do Orkut - a Comunidade Resenhas Literárias. Vale a pena conferir !

Lector in Fabula recomenda a leitura de Cora Ronai

Recomendo a leitura do post para reavaliar o nosso papel e performance nas redes digitais e sociais.

Serão os blogs uma espécie em extinção?

As várias formas de comunicação oferecidas pela internet são elementos em constante mutação. Esses elementos se sobrepõem uns aos outros e até convivem durante um bom tempo, mas a evolução natural do meio faz com que, aos poucos, a "paisagem" da rede se transforme. O email, por exemplo, já é uma ferramenta no mínimo gasta, para não dizer ultrapassada. Vai desaparecer? Duvido, mas será cada vez menos relevante. Parte considerável do movimento dos blogs tem migrado para as redes sociais, sobretudo o Facebook, que não tem a "amarra" de 140 caracteres do Twitter, permite comentários, brincadeiras e a inserção, na mesma página, de imagens e videos. Pensando bem, o Facebook nada mais é do que um gigantesco blog, escrito simultaneamente a milhões de mãos. O Twitter, por sua vez, definido como microblog, está mais para quadro de avisos, de onde se apontam os textos, filmes e fotos que chamaram a atenção dos usuários. É, porém, imbatível para informações curtas e rápidas. Um não anula o outro, pelo contrário: no Twitter a gente dá um alô apressado, no Facebook a gente senta para conversar. O crescimento das redes vem sendo apontado como o fim dos blogs. Ainda que não concorde com essa previsão, não tenho dúvidas de que, com a popularização do Twitter, do Facebook, do Flickr e de tantas ferramentas semelhantes, os blogs mudarão de estilo e de jeito de ser. É provável que passem a funcionar como bases complementares das redes sociais ou, eventualmente, repositórios do "conjunto de obra" dos seus autores. Imagino que, cada vez mais, passem a exercer o papel que antes cabia aos websites pessoais, sendo consultados para saber com quem estamos falando. Manter um blog complexo, com posts diários e várias caixas postais movimentadas, é uma trabalheira insana; manter um blog assim e, ao mesmo tempo, ter presença notável nas redes sociais, chega às raias da impossibilidade física. Twitter e Facebook têm, para os blogueiros sérios, a vantagem do tempo parcial. Não são ocupações que tomam as 24 horas do dia e são, ainda assim, formidáveis canais de comunicação, capazes de atingir um número substancialmente maior de leitores. Para quem está acostumado a acompanhar um ou outro blog e a trocar idéias com os demais habitués dos comentários, a mudança será sentida num primeiro momento. Em vez dos pequenos blogtequins com meia dúzia de especialidades, passarão a frequentar um grande Lamas virtual, um vasto espaço onde todo mundo se encontra e onde o cardápio é o mais variado possível.

Novos autores traduzidos

Chega ao Brasil O rei branco (Intrínseca, 256 pp., R$ 29,90 – Trad.: Paulo Schiller), romance do escritor húngaro György Dragomán, vencedor do Prêmio Sándor Márai - que aponta os melhores autores da Hungria. Na trama, Dzsátá é um garoto de 11 anos, de algum país não especificado do Leste Europeu sob regime comunista, que narra sua história após ver o pai ser levado por "colegas de trabalho", em um domingo. Dragomán pertence à primeira geração a crescer em regime comunista, mas a chegar à maturidade após a queda do Muro de Berlim, e constrói habilmente a passagem da infância para a adolescência em um universo totalitário profundo e repulsivo.
Fonte: PublishNews

19 de agosto de 2009

Zazie no Metrô

Zazie chega do interior para passar uns dias em Paris. Ela deseja conhecer o metrô, mas o metrô está em greve. Então ela foge e se embrenha pelas ruas da grande Paris. Faça um passeio com Zazie no hotsite do livro. Leia alguns trechos e assista fragmentos do filme de Louis Malle inspirado na obra de Queneau. Mais uma vez, a editora Cosac&Naify nos apresenta uma obra numa edição bela e inovadora, quase toda com design interativo. Passe na livraria e veja!

Cosac&Naify inaugura coleção Ópera Urbana

com conteúdo colaborativo - cultura crowdsourcing. Saiba mais clicando aqui mesmo!

17 de agosto de 2009

Fiquei com vontade de ler...

O Livro dos Lobos, de Rubens Figueiredo Informações da Editora:
Mesmo sem referências específicas quanto à época e ao local em que transcorrem os contos deste livro, o leitor não tem dúvida: eles se passam no mundo em que ele próprio vive. Referem-se a indivíduos reais, que sofrem e fazem os outros sofrerem no confronto diário com perguntas e enigmas dos quais são o objeto, mas não os autores. E a atmosfera aparentemente fantástica em que se movem os personagens é, na verdade, uma tradução realista do sentimento de irrealidade em que vive esse mesmo leitor.Oprimidos pelas exigências e pressões de um mundo em crise, os protagonistas de O livro dos lobos são incapazes de reconhecer a possibilidade de comunicar-se e de criar. Seu pensamento, confinado pela indiferença e a ambição que caracterizam o quadro social em que vivem, só pode dar voltas no mesmo lugar.O que procura a adolescente que, numa viagem de férias, se embrenha sozinha em serras cada vez mais remotas e mais apartadas do modo de vida de seus pais? O que pretende um garoto órfão, residente num antigo seminário nas montanhas, ao se aproximar de um casal de lobos à noite e assimilar os seus hábitos? De onde vem o medo da jovem professora para quem os alunos são uma ameaça incontrolável? Não há respostas precisas para esses enigmas e perguntas: o importante é que sejam formulados.

15 de agosto de 2009

Recomendação de leitura da Livraria Timbre

Chegou à Timbre o segundo número da Revista Serrote, publicada pelo IMS - Instituto Moreira Salles e que tem como um dos editores Flávio Pinheiro. Christiana Machado, a Kiki, recomenda a leitura. Clique aqui e conheça a revista.

Nossos Sertões

Os Sertões - Campanha de Canudos, de Euclides da Cunha, editado pela Ediouro, é um dos clássicos brasileiros cuja leitura não atingi integralmente, só o li em fragmentos. No centenário de morte, foi lançada essa edição comemorativa, com belas ilustração. Não percam essa edição!

12 de agosto de 2009

Capa de Matisse

Book Cover Design by Henri Matisse.

Lina por Escrito - Textos Escolhidos de Lina Bo Bardi

Lector in Fabula indica a leitura dos textos de Lina Bo Bardi, arquiteta ítalo-brasileira que trouxe novos conceitos ao cenário brasileiro. Clique aqui e leia mais informações da editora.

7 de agosto de 2009

Sr. R faz companhia à Moko no Brasil

na Livraria Timbre.

Máfia dos Pavões indica Operação Valquíria

“Etiamsi omnes, ego non”. Esta frase, em latim, está escrita na porta da casa de Philipp Von Boeselager e é uma versão de uma frase do evangelho de Matheus com as palavras de Pedro a Jesus, “Mesmo se todos os outros desertarem, eu não farei”. No caso específico de Philipp, refere-se a resistência contra Hitler durante a ditadura Nazista, retratada no livro Operação Valquíria como um testemunho precioso do último sobrevivente do grupo conspirador que planejou e executou alguns planos para assassinar Hitler e retomar o poder na Alemanha.Diferentemente do filme de Bryan Singer, que retrata minuciosamente os planos para matar Hitler e tomar o poder na Alemanha, o livro de Philipp é um relato pessoal de um homem que viveu os dias de guerra. A relação próxima com o irmão Georg, as confissões contrárias ao regime nazista e o companheirismo entre os homens na frente de batalha são marcas constantes no livro. Leia o texto de Ruberto Palazo na íntegra clicando aqui.

6 de agosto de 2009

Sr. R - de Alberto Renault

Estamos todos convidados para o lançamento do novo livro de Alberto Renault: Sr. R. Vamos? Obrigada, Alberto, por enviar-nos o convite. Desejamos sucesso!
Não resisti e trouxe um fragmento:
Não há dramaturgia na vida do Sr. R. Os tumultos ou frustrações ocasionais, ele os faria em minúsculos grãos, assim também as eventuais dores diárias, depois sopra tudo, deixa voar... e, esfarelados,os dramas tornam-se vírgulas, nadas. O Sr. R tem um jeito: olha apreciando. Aprecia a própria sombra na calçada, isqueiros, a pele vermelha descascada do turista, a omelete amarela e o desenho branco do creme sobre a sopa de beterraba, “Ora veja só se não parecea Itália?!”Gosta de patinetes, da lembrança de um cheiro amadeirado e também da própria respiração. Aprecia ruídos e sons variados, e tartarugas grandes e pequenas. Aprecia encantando-se, enlevando-se, costuma dizer. Agradece e julga ser a vida um espetáculo. Gosta mesmo. Aplaude e tudo.

4 de agosto de 2009

Borges - Ensaio Autobiográfico - Fragmentos

"No transcurso de uma vida consagrada principalmente à literatura, li poucos romances e, na maioria dos casos, só cheguei à última página pelo senso de dever. "
"Os gnósticos afirmavam que o único modo de evitar um pecado era cometê-lo e, assim, livrar-se dele."
"Meu pai era um homem tão modesto que teria preferido ser invisível. Embora se orgulhasse da descendência inglesa, costumava zombar dela. Dizia-nos, com fingida perplexidade: Afinal, o que são os ingleses? São uns roceiros alemães (...) Foi ele que me revelou o poder da poesia: o fato de as palavras não serem apenas um meio de comunicação, mas também símbolos mágicos e música."
"Penso que a amizade é a única paixão que redime os argentinos."

3 de agosto de 2009

Leitura para Bel Prazer: Vinhos Franceses

Recomendo a leitura deste Guia de Vinhos Franceses editado pela Jorge Zahar Editor. Na verdade, mais do que um Guia, este livro é uma viagem pelas terras francesas, pois além da informação sobre a bebida, traz dicas da gastronomia local, datas comemorativas da região, dicas de hospedagem, rotas rodoviárias - quer mais? Se vai viajar por aqueles lados, leve-o na bolsa. A leitura é agradável mesmo. Para saber mais, clique aqui que te levo para a página da editora. Boa Viagem, oopsss, quero dizer Boa Leitura !

2 de agosto de 2009

Neve e As Boas Mulheres da China no teatro

Estão em cartaz no Rio de Janeiro as adaptações para teatro dos livros As Boas Mulheres da China, de Xinran Xue, e Neve, de Orhan Pamuk. A primeira é de Fabio Porchat e tem como título Palavras na Brisa Noturna, na sede da Cia. dos Atores - Rua Manoel Carneiro nº 10 e 12, na Lapa, aos sábados, domingos e segundas. Inclusive, Fabio fez apresentação da peça para Xinran, durante a Flip - que aprovou. Neve, adaptado por Celina Sodré, está sendo apresentado no Instituto do Ator - Rua da Lapa nº 161.
Assista Palavras na Brisa Noturna com 50% de desconto - filipeta disponível da Livraria Timbre - Shopping da Gávea, 2º Piso, Loja 221.
Mais sobre Palavras na Brisa Noturna aqui.
Mais sobre Neve aqui.

1 de agosto de 2009

Um livro sempre polêmico e na ordem do dia: 1984

1984 sempre foi um livro de destaque, polêmico, que atravessou os tempos provocando idéias. Nesta semana, ele foi o pivô de um acontecimento que colocou em questão até onde vai o direito individual na mídia digital - o caso Amazon. Mais uma confirmação de que vivemos na Era do Big Brother...ou você tem alguma dúvida? Nova tradução editada pela Companhia das Letras. Se ainda não leu, faço-o o quanto antes, pois nunca foi tão necessário passar por este livro.
______________________________
Clique aqui e leia mais sobre o caso da Amazon apagar livros do Kindle.