31 de março de 2010

Livro 3D é uma realidade em processo

O GIST - Gwangju Institute of Science and Technology já está desenvolvendo livros com efeitos 3D, a versão moderna dos Pop-Ups. Mas o papel sempre será uma plataforma. Vejam:

30 de março de 2010

Enquanto Alice não chega

O lançamento do filme já tem data prevista: 21 de Abril de 2010. Enquanto isso, olha o que já temos aqui no Brasil: baralho Copag com croquis dos personagens do filme. Veja mais aqui.

Isso é Coisa de Lilly indica o 5º Livro de 2010

Achei este livro na biblioteca e não ficou muito bem explicado se foi escrito pela Agatha ou “pelos que ficaram no lugar dela”. Na capa, o nome de Agatha Christie em letras garrafais e o nome de Charles Osbourne embaixinho, pequenininho.

Abre Parenteses

Parece que agora é moda lançar livros de escritores já falecidos. E são escritos por nada menos que quem? quem? gente que, com o aval dos herdeiros, continua escrevendo em nome do de cujus. Isso está acontecendo com escritores como Ian Fleming (criador do agente oo7), Robert Ludlum( da trilogia Bourne) Harold Robbins e agora sidney sheldon. ahammmmm

Morto em 2007 este ano “ele” lançou o livro A SENHORA DO JOGO, uma continuação do livro O REVERSO DA MEDALHA.

COMO ASSIM BIAL? LÁ DO ALEM? não mosfios”!!!

Quem escreve por Sheldon é uma escritora inglesa chamada Tilly Bagshawe. Dona Tilly foi escolhida pelas herdeiras de Sheldon para continuar o legado literário dele. Tilly escreve QUASE como Sheldon, com exceção aos palavrões que ele usava. Então, attention please, se virem este livro, o nome de Sidney Sheldon está escrito em letras IMENSAS , masss, a ghostwriter, ou livewriter dele é a Tilly…

Fecha Parenteses

hummm e onde eu tava mesmo?

ahh ta...Eu realmente não sei se este livro foi escrito por tia Agatha, crianças. Nenhuma referencia à deliciosa Mrs Marple ou ao diplomático Hercule Poirot. O modo dos personagens se portarem, não é nada parecido com os personagens de A.C, Laura a protagonista do livro GRITA a todo momento mesmo durante as conversas intimas, ou seja, se fosse obra de tia Agatha Laura não só sussurraria como usaria um tom melífluo na voz. ok, que pelo menos acaba como nos livros de A.C, onde só ficamos sabendo quem é o assassino NA ULTIMA FOLHA.

(Texto de Lilly na íntegra - blog Isso é Coisa de Lilly)

29 de março de 2010

Viva O Millôr

Recentemente homenageado pelo evento Risadaria, Millôr Fernandes utrapassa o tempo, mantendo sempre viva as suas artes - são muitas. Lector in Fabula recomenda o saite do Millôr.

28 de março de 2010

Contos de Alberto Moravia

Outro dia me pediram uma dica de um excelente livro de contos. Indiquei três, dentre eles os contos de Alberto Moravia.

Informações da editora Berlendis & Vertecchia:

Alberto Moravia é um escritor fundamental do século XX. Tornou-se conhecido com seu primeiro romance, Os indiferentes, lançado em 1929. Em sua longa carreira colaborou com vários jornais e revistas, onde também publicava suas narrativas breves.

Contos romanos, um dos mais significativos livros do autor, é semelhante a um grande tabuleiro de que os personagens são peças, um pouco estranhas em seus diferentes vícios e deformidades, à medida que se delinea uma geografia humana e irônica de Roma. Moravia desenvolve o seu peculiar jogo literário.

21 de março de 2010

Uma Autobiografia

Acaba de chegar às livrarias o livro A Primeira Luz da Manhã, autobiografia da autora indiana Thrity Umrigar, editada pela Nova Fronteira. Li as primeiras páginas e fiquei encantada. Thrity inicia a autobiografia falando do Brasil! Um dos trechos interessantes é:
"Todo mundo sabe que devoro livros como se fossem barras de chocolate, ainda assim, nenhum adulto jamais me compra um livro..."
Vai dizer que não vale a pena a leitura?

20 de março de 2010

Um dos livros mais lindos que eu já li

Adivinha quanto Eu te Amo, de Sam McBratney, ilustração de Anita Jeram, editado pela Martins Fontes. Leia, independente da idade, pois é um livro eterno.

19 de março de 2010

Soft Reading

"É, pessoal, o mundo dá voltas. Mas... e se a Terra tremer? É melhor abrir os olhos e colocar os pés no chão. Tomara que a ioga ajude a manter o equilíbrio." Um romance soft sobre as escolhas da vida contemporânea. Quem não tem dúvidas? Lector in Fabula recomenda esta leitura leve para passar o weekend rapidinho.

18 de março de 2010

Na Vitrine das Livrarias

Embora seja descendente de Elizabeth Howe, enforcada como bruxa em 1692, e de Elizabeth Proctor, que escapou da execução por estar grávida na época e é personagem da peça "As Bruxas de Salem", de Arthur Miller, a autora conta que a ideia do livro só surgiu em 2005, quando ela se mudou para Marblehead, cidade vizinha a Salem: "Para muitas pessoas, descobrir uma conexão familiar é um modo de personalizar um período da historia que, de outro modo, seria muito remoto e difícil de acessar. No meu caso, sempre fui naturalmente interessada em aprender como era o dia a dia nos Estados Unidos daquela época. Como as pessoas se sentiam vivendo naquele mundo? Como era pensar sendo um puritano? Acho que o episódio de Salem pertence a todos os cidadãos americanos, e cada um de nós tem muito a aprender com ele."

Fonte: Editora Suma de Letras

15 de março de 2010

Clássico de todos os tempos

Jorge Luis Borges, num dos seus ensaios sobre literatura, diz que a obra prima de Virginia Woolf é Orlando. Woolf escreveu muitos romances, contos e diários maravilhosos, mas concordo com Borges. Orlando é uma obra atemporal, não me surpreende que tenha encantado o autor argentino. Orlando ultrapassa todos os tempos, desde a Europa medieval até os tempos modernos. A transposição do livro para o cinema também foi espetacular. Lembro de ter assistido pelo menos quatro vezes. Mas o romance é bárbaro. Um clássico para todos os tempos.

14 de março de 2010

Em busca de um livro

Ainda não acabei de ler Pegando Fogo,
mas já estou de olho no próximo livro.

11 de março de 2010

Como me tornei estúpido

"Sempre parecera a Antoine contabilizar sua idade como os cães. Quando tinha sete anos, ele se sentia gasto como um homem de quarenta e nove anos; aos onze, tinha desilusões de um velho de setenta e sete anos. Hoje, aos vinte e cinco, na expectativa de uma vida mais tranquila, Antoine tomou a decisão de cobrir o cérebro com o manto da estupidez. Ele constatara muitas vezes que inteligência é a palavra que designa baboseiras bem construídas e lindamente pronunciadas, e que é tão traiçoeira que frequentemente é mais vantajoso ser uma besta que um intelectual consagrado. A inteligência torna a pessoa infeliz, solitária, pobre, enquanto o disfarce de inteligente oferece a imortalidade efêmera do jornal e a admiração dos que acreditam no que lêem".
Martin Page in: Como me tornei estúpido, editado pela Rocco em 2005.

10 de março de 2010

9 de março de 2010

Desafio 50 Livros 2010: Blog Escreve, Ouve e Vê indica leitura

Este é o primeiro livro que li de José Eduardo Agualusa, famoso escritor Angolano. A história é contada por Eulálio, uma osga, uma lagartixa que nasceu e viveu por toda a vida nesta mesma casa, seu entrosamento com o ambiente e seu dono é tanta que ela sente os rumores da construção e dos pensamentos do seu proprietário, escuta todas as conversas e é a maior testemunha de toda a reviravolta que aqui acontece. Félix Ventura é o dono da casa, cenário de toda essa prosa. Ele tem um estranho ofício, vende passados para quem precisa de uma boa história para contar. Seus clientes são empresários, políticos entre outros, todos com futuro garantido, mas o desejo de esconder o passado, ou ansiosos por um passado digno. Numa noite, durante o jantar, a campainha toca e um homem entra. Quer um passado, quer um nome. Conversam e aos poucos, durante os dias seguintes Felix constrói essa história. Porém esse estranho homem não se satisfaz e vai atrás do passado criado, ele quer vivenciar, quer realmente sentir a nova vida. Mas tudo isso é pretexto do autor para fazer o encontro dos demais personagens do livro e no ápice do livro poder apresentar e concluir toda a trama que nos reserva. Não vou contar, quero que vocês leiam o livro. Uma leitura simples, rápida e gostosa. A cada capítulo Agualusa tem uma surpresa para o leitor. (post de Roseana Franco publicado na íntegra - blog Escreve Ouve e Vê é associado à Confraria dos 50 - Desafio 50 Livros 2010)

8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher

Sempre achei a foto de Robert Capa, com Picasso protegendo a mulher sob o guarda-sol, uma imagem delicadíssima, tal como nós, mulheres. Sempre pensei também: Picasso amava as mulheres, Picasso odiava as mulheres, Picasso não vivia sem suas mulheres. O mundo não sobreviveria sem as vidas que as mulheres carregam em si. Só por isso tudo, à vida, parabéns para nós!

Esvaziando a Prateleira indica a leitura de Horizonte Perdido, de James Hilton

Horizonte Perdido é um dos livros que sempre quis ler, mas nunca criei a oportunidade para fazê-lo. Assisti o filme, que me encantou profundamente. Aproveito o post de Mom, do blog Esvaziando a Prateleira, associado à Confraria dos 50, para relembrar desta dívida de leitura que tenho com a minha vida. Uma outra dívida que tinha era Sidarta, de Herman Hesse - felizmente já fiz a leitura e releitura neste últimos anos.
Então, segue abaixo o post de Mom na íntegra. Aproveito para dar um Feliz Aniversário atrasado para Mom - foi em 5 de março.
Lindo livro, que li diversas vezes, até o dia em que o emprestei e ele, magoado, não voltou mais...Um avião cai em um lugar isolado, no meio de uma cadeia de montanhas nevadas, de acesso quase impossível, que guarda um verdadeiro paraíso: Shangri-Lá, uma cidade linda, agradável, com clima ameno, onde as pessoas vivem muitos anos, de forma sossegada e todos são felizes (todos?!?). Muito bom. Reflete bem um sentimento bem comum entre nós, humanos, de que há um lugar onde se pode encontrar a felicidade. Acho que é a saudade do Éden que se mantém em todos nós. Já vi duas adaptações para o cinema: a de 1973, colorida, na forma de musical e a de 1937, do Capra, em preto e branco, ambas muito boas, fiéis ao livro. Leia sim, é muito bom. Os filmes também valem a pena.

6 de março de 2010

4 de março de 2010

Saiba como foi o InNet Evento

Para saber como foi o evento realizado em Laranjeiras, clique no InNet Evento. Para adiantar, um dos destaques que dei para exemplificar o uso do Twitter foi o fluxo de informação sobre os usuários do Twitter e a linha do tempo da Mobilização de Pessoas: campanha presidencial de Barack Obama, eleições no Irã, terremoto no Haiti, terremoto no Chile e o envio de mensagem do espaço. No post do evento, estão os links para a minha apresentação e o vídeo de Rosana Hermann (@rosana) que exibi. Na ocasião do InNet, entreguei uma pesquisa para ter a avaliação sobre o Overview Twitter. O objetivo é preparar um curso em 3 módulos para treinar e capacitar usuários para o uso do Twitter. Caso haja interesse do leitor, deixe seu e-mail no comentário para que eu possa enviar a informação sobre o curso ou palestra. Agradeço a Isabel Vidal e Claudia Sardinha pelo convite para participar do #InNet.

3 de março de 2010

Nova Edição de Alice no País das Maravilhas

Com o filme em 3D chegando em Abril, é melhor dar uma reciclada na leitura de Alice no País das Maravilhas e Alice Através do Espelho. A edição da Jorge Zahar além de linda, é um barato, literalmente: R$19,90.

The Millions: um site para quem gosta do negócio do livro

The Millions é um site que indica tendências do mercado editorial. Vale a pena seguir e acompanhar as novidades.

2 de março de 2010

Uma leitura deliciosa: Escola dos Sabores

Lillian é uma chef de cozinha e dona de restaurante que se apaixonou pela culinária ainda criança. Depois que seu pai saiu de casa, deixando a esposa mergulhada numa profunda depressão, ela se viu obrigada a cuidar das tarefas domésticas. Entre comidas e temperos, descobriu que os ingredientes têm alma e são capazes de transformar a vida das pessoas. E foi assim que ajudou a mãe a se recuperar.
Leia mais sobre o livro no site da Editora Sextante. Quer ler o 1º capítulo? Leia aqui.

1 de março de 2010

Blog Palavras Partilhadas publica as 10 Melhores Leituras de 2009

Confiram no blog da Paula Silva, o Palavras Partilhadas, a lista com as 10 Melhores Leituras de 2009. Vamos aproveitar a informação que chega do outro lado do Oceano Atlântico!

Isso é Coisa de Lilly publica comentário sobre o 3º Livro de 2010

Acabei hoje de ler “Casório? “825 páginas, de Marian Keys, de quem eu já li “Melancia” e “Sushi”. Escritora irlandesa, gosto dela, é desbocada. E os irlandeses tem a fama de serem trágicos, densos, bocudos e cachaceiros. Marian escreve sobre o universo feminino de maneira engraçada, mas os temas são pesados como morte, desemprego, depressão, problemas familiares, alcoolismo e drogas. Neste livro a personagem principal é Lucy Sullivan, que divide o apartamento com duas loiras peitudas e trabalha com um grupo de pessoas esquisitas; é com este grupo que ela vai a uma cartomante e descobre que vai se casar em breve. Só que ela não tem nem um namorado, que dirá um noivo pra chamar de seu. Lucy leva a vida entre o escritório, os finais de semana regados à muita bebida e relações complicadas com as amigas, casinhos e família. E não sei se é porque já me acostumei com Marian, mas nos primeiros capitulos já descobri quem quem ela iria ficar no final. E este foi o 3º livro do Desafio 50 livros 2010- e eu, já mais animadinha, me arrisco a pegar outro amanhã.