2 de setembro de 2012

Uma pilha de livros democrática...


Caso contrário, não teria graça. Temos literatura brasileira, romance erótico (estou analisando essa linha de 50 tons, crossfire, etc), economia com BRICs, empreendedorismo com Bel Pesce, Antropologia e Japão por Claude Lévi-Strauss. Eu diria que isso se chama leitura de mundo. Além dos livros, as revistas de tecnologia, design, arte, bem-estar, gastronomia, estilo, variedades e luxo. 

Nenhum comentário: